Tuesday, 20 April 2010

Entrevista na Folha Ilustrada!

Música dos Bálcãs inspira orquestra pop no Rio

AUDREY FURLANETO
da sucursal do Rio

São 18h de uma sexta-feira e um saxofonista cumprimenta uma flautista na praça São Salvador, em Laranjeiras, zona sul do Rio. Em seguida, mais três rapazes chegam e tiram das bolsas acordeão, violino e trompete. Uma moça loira surge com copos e uma garrafa de Shlivovitsa, destilado típico do Leste Europeu. E a orquestra começa a tocar no coreto.
É o primeiro ensaio aberto da Go East Orkestar, a orquestra de música dos Bálcãs organizada pela DJ (a moça loura) Maria Teresa, ou Tetê, líder da "balada balcânica" Go East!, que chega à 15ª edição hoje, no Cine Lapa, no Rio.
Formada por músicos jovens como o saxofonista Daniel Vasques, do Brasov, a orquestra faz ensaios periódicos na praça (a programação é sempre atualizada no blog).

Rafael Andrade/Folha Imagem 
Membros da orquestra Go East! fazem ensaio em Laranjeiras, zona sul do Rio

Há, como inspiração, o som do cineasta sérvio Emir Kusturica. Autor das próprias trilhas, ele mostra a música de sua No Smoking Band em filmes como "Underground", que lhe rendeu a segunda Palma de Ouro no Festival de Cannes em 1995.
"O som é algo entre a comédia e o tom dramático ao mesmo tempo, com muitos metais. É intenso, energético", define Tetê, que organiza a orquestra com sua parceira na Go East, a argentina Maria Sol Provvidente. Elas, aliás, vão tocar em julho no Exit, festival à beira do rio Danúbio, no norte da Sérvia, por onde já passaram Primal Screen e Gogol Bordello.
A Go East Orkestar vai suprir a falta de bandas na balada que as duas promovem no Rio desde 2007 e que chegou a São Paulo em 2009. Com público médio de 500 pessoas, a festa das DJs já recebeu até bandas de ciganos. A ideia é que, agora, a orquestra própria se apresente nas próximas edições.
Falta ainda resolver um detalhe: como não conhecem muitas pessoas que falam sérvio, o grupo está sem vocalista. E, embora sejam fluentes no idioma, Tetê e sua amiga Chica Batella, filha do escritor João Ubaldo Ribeiro, devem fazer só coro e dançar "kolo", algo como o samba dos Bálcãs, que elas já apresentam na Go East.
Chica e Tetê (a DJ já morou duas vezes na Sérvia, em busca de música e de materiais para sua festa) voltarão ao país em julho e agosto com outros seis amigos. O interesse é música e cultura local.
"Em toda a esquina, há um grupo de ciganos tocando. Há centenas de barcos por todo o [rio] Danúbio com festas de música folclórica e de turbo folk [o som pop da Sérvia]. São tão musicais quanto nós brasileiros", diz a DJ.
No ensaio aberto ao público, não demora para que a praça fique lotada de curiosos que espiam e dançam ao som de bandas como a americana Beirut, que com "Elephant Gun" e outros hits, ajudaram a popularizar a música dos Bálcãs nos últimos anos.

http://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u721941.shtml

2 comments:

Lina said...

thank you for your visit !!!
I hope to meet you in bg !

rasha said...

Que ótimo blog, Tetê!
Fico feliz sabendo que você gosta tanto de Sérvia. Estarei no Brasil pela primeira vez neste verão ... não posso esperar mais! :) No Agosto estarei em Sérvia ... talvéz nós reunamos lá, quem saiba...
Boa viagem ... e muita sorte para vocês!
ranko