Monday, 3 December 2007

Resumo da viagem até segunda feira de manhä (post atrasado, hehe)

Resumo da viagem até segunda feira de manhä (post atrasado, hehe)


Bom, postando com um pouco mais de calma agora...

Estávamos na casa do Kostov agora, ajudando ele com uns posters pra balkanXpress de sexta feira agora, que vai ser, aliás, a "after party" oficial do show do Gogol Bordello. Quem vai tocar com o Kosta vai ser o Click, DJ francês, o mais famoso e o melhor (na minha opiniäo) de música dos balkans e oriental. Vai ser um arraso, com certeza!

Mas bem, vamos à um resumo rápido dos últimos dias nossos aqui.

Na quinta feira chegamos em Colônia na hora do almoco, mais ou menos, depois de uma rapidíssima parada em Paris, aonde pegamos a conexäo pra Düsseldorf. Kostovinski foi nos pegar no aeroporto, e de lá fomos de trem e metrô até Colônia, coisa de meia hora, no máximo. Pegamos uma espécie de trem aonde os trilhos ficam em cima, muito "do futuro", haha. Chegamos em Colônia por volta de 13 horas. Kosta nos deixou no hotel que ele reservou pro nosso primeiro dia aqui e teve que sair correndo pra ir pra rádio, trabalhar. O hotel era super jeitoso e espacoso e do futuro também, hehe. Portas com código e tal, adorei. Eu e Nara saímos pra bater perna pela cidade até a hora de voltar pro hotel, nos arrumarmos e irmos jantar com o Kosta no restaurante preferido dele - Alkazar, se a memória näo me falha. Um fenômeno de restaurante! Comida típica alemä, tudo mui fino, e o melhor: BARATO!!! Comemos muuuito, e mal deu 40 euros! De lá fomos pro bar/clube Barracuda, aonde o Kosta ia tocar com o Kaska, DJ brasileiro, porém residente em barcelona nos últimos anos. Foi fodíssimo! Conhecemos a turminha eslava do Kostov, gente de todo lugar da europa oriental: Ucrânia, Rússia, Sérvia, Bulgária, Polônia, e etc etc. As melhores pessoas que conheci aqui até agora! Os alemäes säo terrivelmente sem sal, mas os eslavos säo fodas e animam qualquer lugar, haha. Bom, depois da festa no barrucuda voltei pra casa torta de sono e ainda semi-arrasada da viagem de 14 horas de aviäo. Dormi como uma pedra até meio dia do dia seguinte, atrasada pra fazer o check out no hotel e ir pra casa da Katja.


A estadia na casa da Katja foi maravilhosa! Ela é, como já disse, um amor de pessoa. No primeiro dia, assim que soube que a gente gostava de cozinha russa, ela fez um jantar lindo pra gente, com Borsch e um prato ucraniano fenomenal, pro qual eu peguei a receita até. Dia seguinte saímos pra ver vitrines, andamos loucamente pra ver livros, comemos tortas finas num café lindo nas redondezas - a confeiteira chefe é russa - fomos ao mercado e etc etc.

Hoje pela manhä, antes de irmos embora, trocamos roupas e bijouterias, hahaha - descobrimos a paixäo comum por roupas e coisas de brechó, em geral. Ela me deu uma calca de montaria que ela comprou num brechó que é assim, breathtaking! e cabe certinho em mim, um pouquinho larga só! \o/


Ontem à tarde fomos todos nos encontrar num café, aonde conhecemos mais amigos eslavos do Kosta de da Katja, e inclusive amigos gregos e romenos também, que säo pessoas igualmente queridas. O grego, Spiros, inclusive nos convenceu a dar uma esticadinha pra Grécia quando estivermos em Ohrid, na Macedônia, hehe. Eu e Nara vamos ver se dá pra fazer mesmo. Mas acredito que sim, porque tenho amigo na Grécia, e ele já havia me dito que näo seria um prazer nos ter com ele por uns dias. Vamos ver se rola...


Hoje nos mudamos pra casa da Anja que, pra minha surpresa, é portuguesa, hahaha. Portuguesa e näo fala uma palavra de português, o que deixa tudo mais surreal ainda. Muito simpática também, amiga das antigas do Kosta. Acho que amanhä a gente vai cozinhar pra ela, eu Nara e Kostinho :)


No sábado Kosta tocou no clube Tsunami, e lá fomos nós! A música foi fantástica, como näo podia ser diferente quando se trata do Kostinho. Mas o público alemäo é uma porcaria! Eles näo dancam, por mais que esteja estampado na cara deles que eles estäo se contorcendo de vontade de dancar, haha. Dá agonia, vontade de chegar e sacudir eles pra ver se pegam no tranco!

Enfim, saímos de lá por volta das 5:30, o que nos custou a manhä seguinte toda de "sono extra".


Noite seguinte fomos com o Kaska bater perna perna pela cidade. Nos perdemos, nos deram as chaves erradas do apartamento do Kostov e tivemos que gritar pelo vizinho, depois comecou a chover loucamente e a gente näo achava o clube Lotta, achamos o clube, dancamos, e acabamos a noite comendo burek (!!!) na loja do Iraquiano da esquina, com o Kostov e o amigo dele, também DJ, porém alemäo. E depois...



Tenho que sair voada agora, meu tempo online tá acabando. Depois conto mais ;)

6 comments:

Valentina Let´s Go said...

Faça-me o favor!!!! Vc vai fazer disto aqui uma fotonovela russa?
Me poupe. Afffffffff.....
Volta logo pra contar as cenas dos próximos capítulos, e não demora.
beijocas

Raoni said...

uheuheuhe "Kosta, Kostinha, Kostovinsky, Kostov"

Menine. quanta coisa que vcs ja fizeram e quantos amigos! Muito, muito legal

wish i could reach you ^^

esse blog vai virar minha nova leitura

Red Salamandra said...

Teta, confesso que também ri bastante com as variações de Kostov! Meninaaa, achei fabulosa as coisas "do futuro", adorei ver fotos e já fico curiosa querendo ver mais!
As histórias estão o máximo, que embriaguez de sucesso!!!
TUDOOOOOOO!!!
Vai pra Grécia sim, se jogaaaa!
E esse alemães, vou te contar, tão precisando liberar essa energia das entranhas, valha-me!!!
Beijocas pra ti e para Nara!!!
E cadê Pécu e Maizena?!?

guetoblaster said...

i wish i was with you all in belgrade !!!
ontem estive com o raoni e se ele for ao cine gloria daqui a pouco encontro ele !!!
beijos

Maysa said...

eu conheci o kaska aqui no rio...
tem uns 2 meses...
besos para ele

Lucio K said...

Comida ucraniana!! Que inveja.. fiquei 3 dias em Kiev procurando a tal da comida ucraniana.. Só achava comidas convencionais ou porcaria: cachorro quente frito fechado (horrivel! e uma fila enorme de gente comprando, surreal) pao com queijo, queijo com pão... Cheguei a pensar que nao existia a comida típica ucraniana. Até que no último dia fiz duas amigas que me falaram que a comida ucraniana tipica de verdade era feita em casa, e prometeram fazer pra mim (já estavamos no último dia e não daria tempo). Bom, deixa pra proxima.. Mas bem que eu gostaria de ver pelo menos uma foto dessa comida...

Adorei o nome "Spiros", os nomes gregos sao fueda. Tenho um amigo chamado "Stravos Zanos". Spiros é ótimo. Aliás, acho que "pomba gira" em grego é "Dovena Spirosa"

KKKKK